Translate

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

AQUECEDOR SOLAR CASEIRO DE GARRAFA PETs
SOLUÇÃO PARA ECONOMIZAR E SER SUSTENTÁVEL
Os alunos do Gustavo Barroso da 7ª série F, participaram do evento PRECONCEITO VERSUS RESPEITO. A intenção é reutilização dos resíduos descartáveis como latas, pets e caixa de leite entre outros resíduos quebrando o preconceito de reutilização dos materiais que iriam para o LIXO. Os alunos desenvolveram protótipo de Aquecedor Solar para aquecimento de água. 
Introdução: Aquecer a água é um costume em todas as camadas da população. Apesar disso, os custos das contas de gás ou de energia elétrica e dos aparelhos necessários para isso são incompatíveis com a situação econômica de muitos brasileiros.
Energia Renovável:
Objetivo: É utilizar material descartável no meio ambiente e ECONOMIZAR dinheiro no dia a dia energia, sendo sustentável.
Duração da validade: 6 anos.
Material: Garrafa PETs e caixa de leite tetra park
Os matérias sãos encontrados em abundancia no meio ambiente, as garrafas PETs  e caixa de leite tetra park são resistentes a água ao sol, aos roedores. A caixa de leite é muito caro para reciclar pois existem 3 fatores; a caixa tem alumínio, plástico e papelão em camadas. Porém é super útil para o aquecedor solar, pois o plástico protegem das chuvas o papelão da a consistência e o alumínio esquenta todos esses fatores causa o efeito estufa dentro da garrafa.
Técnica: A ideia foi desenvolvida em Santa Catarina, o técnico em eletromecânica aposentado José Alano criou uma alternativa que contribui para a diminuição dos dois problemas ao mesmo tempo. Diminuir o impacto ambiental e economizar dinheiro.
Validade: Duração no mínimo de 5 a 6 anos.
Custo benefício: Para fazer um aquecedor solar para 4 pessoas foram gastos  R$ 120, valor referente à tintas e canos, sendo que a conta mensal abaixou de R$ 98 para R$ 42,00 economia de R$ 36 por mês, que por ano chega a R672,00 x 6 anos é equivalente a R$ 4.032,00, vale a pena conferir e fazer um para sua residência.

Material:
Os materiais recicláveis devem ser utilizados pós-consumo, mas para evitar a proliferação de microrganismos, lave as embalagens e deixe secar antes de começar o trabalho.
As quantidades especificadas abaixo servem para a fabricação de um aquecedor que supre as necessidades de 4 pessoas.

Itens:
- 240 garrafas PET transparentes de 2 litros. Dê preferência às de formato cônico. Garrafas coloridas não são recomendadas, pois absorvem calor, o que pode prejudicar a eficiência do aquecedor;
- 220 embalagens longa vida de 1 litro;
- 54 metros de tubos soldáveis em PVC de 20 mm;
- 80 conexões T em PVC de 20 mm;
- 1 rolo grande de fita de autofusão;
- 2 litros de tinta esmalte sintética na cor preto fosco;
Agora que todos puderam acompanhar o passo a passo do aquecedor solar caseiro, não deixem de juntar suas garrafas pet e caixas de leite para que possa ser feito o seu aquecedor.










Vejam mais notícias do meio ambiente na nossa pagina no Facebook:GERENCIAMENTO AMBIENTAL

CULTIVO DE HORTALIÇAS EM FORMA DE MANDALA SUSTENTÁVEL
A mandala básica compõe-se de um tanque circular com três metros de raio e 1,80 metro de profundidade, capaz de armazenar 30 mil litros d'água, bombeada através de tubos plásticos perfur

ados de modo a se aproveitar cotonetes de ouvido, por exemplo - uma de suas pontas é presa ao furo.
O tanque também ajuda a criação de peixes, patos ou marrecos. Suas fezes, ricas em nitrogênio e potássio, respectivamente, contribuirão para fertilizar os canteiros, cujas folhas, frutos ou grãos servirão de adubo para outras plantas ou de alimento a homens e bichos.

A mandala básica repete o desenho do sistema solar. No centro, o sol, ou tanque de água, com o vértice de madeira que sustenta as mangueiras de irrigação e, ao redor dele, as órbitas dos planetas - os canteiros. Os tres primeiros (em verde-claro) servem ao plantio de hortaliças, para alimentar as famílias. Os outros cinco (verde), para culturas diversas, dependendo das necessidades de mercado e/ou interesse do produtor ou produtores, caso o cultivo seja feito coletivamente. O último canteiro é destinado à proteção ambiental: cerca-vivas ou plantas de porte, para controlar a infestação de insetos daninhos e evitar ventos excessivos.

Vejam mais notícias do meio ambiente na nossa pagina no Facebook:GERENCIAMENTO AMBIENTAL

PALESTRA TECNOLOGIA SIMPLES E SUSTENTÁVEL 
COM TECNOLOGIA SIMPLES VEREMOS COMO É FÁCIL UTILIZAR MATÉRIAS DESCARTÁVEIS E DE BAIXO CUSTO PARA SE TORNAREM ÚTEIS EM ÁREAS DE JARDIM E HORTALIÇAS. COM ISSO GERAMOS UMA BOA ECONOMIA, DIMINUIMOS OS RESÍDUOS DO MEIO AMBIENTE E MITIGAMOS DESPERDIÇO DE ÁGUA, QUE É UM RECURSO NATURAL FINITO.
“A escassez da água no mundo é agravada em virtude da desigualdade social, da falta de manejo e do uso insustentável dos recursos naturais”. (Organização das nações unidas; ONU)








 Por isso, Programas de Uso Racional da Água são realizados por todo o mundo, através de leis, orientações, conscientização da população e principalmente, tecnologia de ponta aplicada a aparelhos hidráulicos para áreas de jardim e hortaliças
 As perspectivas para o próximo século indicam um cenário de escassez da água até o ano 2050 (revista Veja dez/98)
 Toda a água do planeta se mantém em constante movimento, passando de um estado (sólido, liquido, gasoso) a outro assim, sustentando a vida na Terra. É o que chamamos de ciclo hidrológico.
 Sistema de captação de água pluvial é uma nova maneira de economizar água e dinheiro. Com a captação correta, enfrentamos os problemas trazidos pela urbanização: o risco de desabastecimento e racionamento, amenizando os efeitos da impermeabilização do solo, enchentes, inundações e minimizando o impacto ambiental.

VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA

Redução do consumo e custo de água da rede pública ;
• Evita a utilização de água potável, como por exemplo, na descarga de vasos sanitários, irrigação de jardins, lavagem de pisos, etc;
• Os investimentos de tempo, atenção e dinheiro são mínimos para adotar a captação de água pluvial na grande maioria dos telhados e o retorno do investimento é sempre positivo;
• Faz sentido, ecológica e financeiramente, não desperdiçar um recurso natural escasso em alguns lugares e disponível em abundância no nosso telhado;
• Ajuda a conter as enchentes, represando parte da água que teria de ser drenada para galerias e rios.
• Encoraja a conservação de água, a autossuficiência e uma postura ativa perante os problemas ambientais da cidade.

 O princípio é captar água de chuva antes que chegue no solo ou locais com trânsito de pessoas, animais e veículos, para evitar sua contaminação e o uso de equipamentos mais complexos e com alto custo.










Vejam mais notícias do meio ambiente na nossa pagina no Facebook:GERENCIAMENTO AMBIENTAL

SAIBA COMO DESCARTA LÂMPADA FLUORESCENTES DE FORMA CORRETA 
Ajudar o meio ambiente com gestos simples do dia-a-dia pode salvar o planeta. Entre os diversos hábitos que precisam ser incorporados aos costumes da sociedade está o descarte correto de produtos como lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias, gesso, telhas e amianto.
As lâmpadas fluorescentes, por exemplo, são mais econômicas, consomem menos energia. Mas alguns produtos químicos, utilizados na composição deste produto, podem ser extremamente prejudiciais ao meio ambiente.
Pensando nisso, a Urbam de São José dos Campos promove hoje (16) a descontaminação de 10 mil lâmpadas fluorescentes que terão uma destinação final ambientalmente adequada. Os resíduos que serão separados poderão, inclusive, ser reutilizados ou reciclados.
Este trabalho será feito por uma empresa especializada através de um processo de descontaminação portátil. No período de um ano, a Urbam pretende realizar este serviço em 30 mil lâmpadas.
CUIDADOS NO DESCARTE:
Para descartar as lâmpadas fluorescentes, é preciso armazenar em local seco na própria caixa da embalagem original e respeitar os limites de estocagem indicados nas embalagens. A lâmpada deve ser protegida contra eventuais choques para não haver rupturas. Se não puder guardar as lâmpadas fluorescentes na própria embalagem, utilizar caixas de papelão ou outro recipiente seguro.
As lâmpadas que estiverem quebradas devem ficar em recipientes adequados como tambores de aço sem furo e vazamento, em local coberto, a sombra e em temperatura ambiente.
COMO VOCÊ PODE AJUDAR
As lâmpadas queimadas (até três unidades por entrega), pilhas e baterias (até 10 unidades por entrega), gesso e amianto (até um metro cúbico por entrega) devem ser entregues pela população de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h, nos PEV´s (Pontos de Entrega Voluntária).
Endereços dos PEV´s:
PEV Campo dos Alemães
Avenida dos Evangélicos, 601
Telefone (12) 3966-4252
PEV Galo Branco
Avenida Benedito Luiz de Medeiros, 811
Telefone (12) 3905-1939
PEV Interlagos
Rua Ubirajara Raimundo de Souza, 21
Telefone (12) 3944-3540
PEV 31 de Março
Rua Guidoval, 100
Telefone (12) 3933-7197
PEV Novo Horizonte
Rua dos Topógrafos (esquina com a Avenida Tancredo Neves)
Telefone (12) 3907-4540
PEV Altos de Santana
Avenida Alto do Rio Doce, 1075 (ao lado da EMEF Profª Vera Babo de Oliveira)
Telefone (12) 3913-3034
PEV Jardim Satélite
Rua Estrela Dalva, 135
Telefone (12) 3934-8311
As pilhas e baterias também podem ser depositadas nos 36 contêineres de cor laranja espalhados em parques e prédios públicos. (Fonte : VNEWS - 16/12/2011)
        Descontaminação de lâmpadas fluorescentes
 Processamento e separação.

Pó de fósforo contaminado com mercúrio vai

para demercurização.

 Separando o mercúrio do fósforo.

Os resíduos soquetes vidros vai para uma indústria de reciclagem, reaprveitando os materiais.

Processing and separation. 

Phosphor powder contaminated with mercury will    to demercurização.

Separating the mercury and phosphorus.
 
The waste goes into a socket glass recycling industry reaprveitando materials.







LEARN HOW DISCLAIMS FLUORESCENT LAMP correctly

Help the environment with simple gestures of the day to day can save the planet. Among the many habits that need to be incorporated into the mores of society is the proper disposal of products such as fluorescent lamps, batteries, plaster, tiles and asbestos.

Fluorescent lamps, for example, are more economical, use less power. But some chemicals used in the composition of this product can be extremely damaging to the environment.

Thinking about it, Urbamar Sao Jose dos Campos promotes today (16) the decontamination of 10 000 fluorescent lamps that have an environmentally sound disposal. The waste to be separated may even be reused or recycled.

This work will be done by a specialist company through a portable decontamination process. Within a year, Urbamar intends to carry out this service on 30 000 lamps.

DISPOSAL IN CARE:

To dispose of fluorescent lamps, you need to store in a dry box itself in its original packaging and storage comply with the limits indicated on the packaging. Lamp must be protected against shocks to no rupture. If you can not save the fluorescent lamps on the package itself, using cardboard boxes or other secure container.

Lamps that are broken should be in appropriate containers and steel drums without a hole and pouring in a covered, the shadow and at room temperature.

HOW YOU CAN HELP

The bulbs (up to three units per delivery), batteries (up to 10 units per delivery), plaster and asbestos (up to one cubic meter per delivery) must be delivered by the public Monday through Friday, from 8h to 20h, and on Saturdays, Sundays and public holidays from 8h to 17h, the ENP's (Voluntary Delivery Points).
 





A bacia Billings é protegida pela Lei de Proteção dos Mananciais desde a década de setenta, mas devido áfalta de fiscalização, descaso e impunidade do poder público, somados a falta de conhecimento e opção demoradia por parte da população, a bacia vem sofrendo sérios problemas com ocupações irregulares, desmatamento, poluição do solo e da água. Com o objetivo de recuperar e proteger a sub-bacia 142 de danos causados por ações antrópicas, pesquisamos a
região e elaboramos propostas para a solução ou amenização dos principais problemas ambientais e urbanos.
DIAGNÓSTICO URBANO- AMBIENTAL:
 
Ocupações irregulares;
Falta de saneamento básico;
Moradias inadequadas;
Contaminação da água e do solo;
Proliferação de doenças;
Risco de enchentes.


DESMATAMENTO
Redução da biodiversidade;
Queda da qualidade do ar;
Aumento da poluição sonora;
Vulnerabilidade dos córregos e braços da represa;
Permite o aumento de áreas urbanizadas.
CONCLUSÃO
Para a solução e melhoria de todos os problemas da represa Billings, é necessário não somente
analisar e propor soluções, mas acima de tudo, conscientizar e cobrar de toda a população da
região metropolitana de São Paulo, atitudes  condizentes com a importância e grandiosidade da
maior cidade do nosso país.

 Para mais informações acesse
http://pt.scribd.com/doc/75957400/Projeto-Integrado-Billings 

DAM PROJECT BILLIGNS 

  
The basin Billings is protected by the Watershed Protection Act since the seventies, but because The lack of supervision, neglect and impunity of the government, plus the lack of knowledge and choice demoradia by the population, the basin has experienced serious problems with irregular land occupation, deforestation, pollution of soil and water. In order to recover and protect the sub-basin 142 from damage caused by human actions, we explored the
region and prepare proposals for the solution or alleviation of the major environmental problems and urban.
 


URBAN ENVIRONMENTAL DIAGNOSTICS:
Illegal occupation;

Lack of basic sanitation;

Inadequate housing;

Contamination of water and soil;

Spread of disease;

Risk of flooding.
 


Deforestation

Reduction of biodiversity;

Fall of air quality;

Increased noise pollution;

Vulnerability of streams and arms of the dam;

Allows the increase of urban areas.

CONCLUSION
To improve the solution and all the problems of the Billings, requires not only
analyze and propose solutions, but above all, educate and charge of the entire population of
metropolitan region of São Paulo, attitudes consistent with the importance and greatness of
largest city in our country.
 

For more information visit 
http://pt.scribd.com/doc/75957400/Projeto-Integrado-Billings

Vejam mais notícias do meio ambiente na nossa pagina no Facebook:GERENCIAMENTO AMBIENTAL

Descoberto rio subterrâneo embaixo do Rio Amazonas



Descoberto rio subterrâneo debaixo do Rio Amazonas 


Estado do Amazonas pode ter não apenas o maior rio do mundo em volume de água, mas também o maior rio subterrâneo do mundo.
Esta é a impressionante conclusão de um estudo feito pelos pesquisadores Valiya Hamza e Elizabeth Pimentel, do Observatório Nacional, localizado no Rio de Janeiro.
 Ao contrário do que se possa imaginar, o rio subterrâneo não corre por um enorme "túnel" nas profundezas da Terra, mas permeia através dos poros das rochas sedimentares.
Rio Hamza
O rio subterrâneo foi descoberto analisando-se dados de 241 poços de grande profundidade, feitos pela 
 Petrobras nas décadas de 1970 e 1980. Mas, em vez de petróleo, os geofísicos podem ter encontrado o maior rio subterrâneo do mundo.
Os pesquisadores batizaram provisoriamente o rio subterrâneo de Rio Hamza, em homenagem ao professor que coordenou a pesquisa.
Os dados obtidos com a perfuração dos poços permitiram a identificação de um grande movimento de águas subterrâneas em profundidades de até 4.000 metros, localizado sob as bacias sedimentares dos rios Acre, Solimões, Amazonas, Marajó e Barreirinhas.
Mas o rio subterrâneo pode se estender por outras áreas, uma vez que os poços profundos perfurados pela Petrobras cobrem apenas uma parte da região amazônica.
Dados do rio subterrâneo
Os dados geofísicos, contudo, indicam uma grande diferença na vazão dos dois rios: a vazão média do Rio Amazonas é estimada em cerca de 133.000 metros cúbicos por segundo (m3/s), enquanto a vazão do rio subterrâneo é estimada em 3.090 m3/s.
Embora pareça pouco em relação ao Amazonas, esse volume de água é superior à vazão média do Rio São Francisco.
A largura do Rio Amazonas varia de 1 a 100 quilômetros na área de estudo, enquanto o Rio Hamza varia de duzentos a quatrocentos quilômetros.
As águas do Rio Amazonas têm uma velocidade que varia de 0,1 a 2 metros por segundo, dependendo das condições geográficas, enquanto o rio subterrâneo é imensamente mais lento, na faixa de 10 a 100 metros por ano.
Isso ocorre porque, ao contrário do que se possa imaginar, o rio subterrâneo não corre por um enorme "túnel" nas profundezas da Terra, mas permeia através dos poros das rochas sedimentares.


Amazonas state can have not only the world's largest river by volume in water, but also the largest underground river in the world.
This is the stunning conclusion of a study by researchers Valiya Hamza and Elizabeth Pimentel, National Observatory, located in Rio de Janeiro.
  Contrary to what one can imagine, not the underground river runs through a huge "tunnel" in the depths of the earth, but permeates through the pores of sedimentary rocks. 
Rio Hamza 
The underground river was discovered by analyzing data from 241 wells of great depth, made ​​by
Petrobras in the 1970s and 1980s. But instead of oil, geophysicists may have found the largest underground river in the world. 
The researchers tentatively named the river Rio underground Hamza, after the professor who led the research. 
The data obtained from the drilling of wells allowed the identification of a great movement of groundwater at depths of up to 4,000 meters, located in the sedimentary basins of the rivers Acre, Solimões, Amazonas and Marajó and Barriers. 
But the underground river may extend to other areas, since the deep wells drilled by Petrobras cover only a part of the Amazon. 
Data from the underground river 
The geophysical data, however, indicate a large difference in the flow of two rivers: the average flow of the Amazon River is estimated at about 133,000 cubic meters per second (m3 / s), while the flow of the underground river is estimated at 3,090 m3 / s.Although it seems small relative to the Amazon, this volume of water is higher than the average flow of the Rio San Francisco. 
The width of the Amazon River varies from 1 to 100 km in the study area, while the Rio Hamza varies from two hundred to four hundred miles. The waters of the Amazon have a speed ranging from 0.1 to 2 meters per second, depending on geographical conditions, while the underground river is vastly slower, in the range 10 to 100 meters per year. 
This is because, contrary to what one can imagine, not the underground river runs through a huge "tunnel" in the depths of the earth, but permeates through the pores of sedimentary rocks.

 
Entdeckt unterirdischen Fluss unterhalb des Amazonas

Kann Amazonas Staat haben nicht nur das weltweit größte Fluss des Volumens im Wasser, sondern auch das größte unterirdische Fluss der Welt.Dies ist die erstaunliche Fazit einer Studie von Forschern außerhalb Valiya Hamza und Elizabeth Pimentel, National Observatory, in Rio de Janeiro entfernt.
  
Im Gegensatz zu dem, was man sich vorstellen kann, läuft nicht dem unterirdischen Fluss durch das riesige "Tunnel" in die Tiefen der Erde, sondern dringt durch die Poren der Sedimentgesteine.Rio HamzaDer unterirdische Fluss war durch die Analyse von Daten aus 241 Brunnen der großen Tiefe entdeckt, made byPetrobras in den 1970er und 1980er Jahren. Aber anstelle von Öl, May Geophysiker der größten unterirdischen Fluss der Welt gefunden haben.Die externe Forscher versuchsweise nannten den Fluss Rio U Hamza, nach dem Lehrer, der die Studie leitete.Erhalten ab dem Zeitpunkt das Bohren von Brunnen ermöglichte die Identifizierung einer großen Bewegung des Grundwassers in Tiefen von bis zu 4.000 Metern, in der sedimentären Becken der Flüsse Acre, Solimões, Amazonas und Marajó und Barrieren entfernt.Aber die unterirdischen Fluss May auf andere Bereiche auszudehnen, da die tiefe Brunnen von Petrobras gebohrt, um nur einen Teil des Amazonas zu decken.Daten aus den unterirdischen FlussDie geophysikalischen Daten, zeigt jedoch, einen großen Unterschied in der Strömung von zwei Flüssen: der mittleren Strömungsgeschwindigkeit des Amazonas-Flusses liegt bei etwa 133.000 Kubikmetern pro Sekunde (m3 / s) geschätzt, während die Strömung des unterirdischen Flusses auf 3,090 geschätzt wird m3 / s.Although Es klein gegenüber dem Amazon scheint, ist dieses Volumen des Wassers höher als der durchschnittliche Fluss des Rio San Francisco.Die Breite des Amazonas-Flusses variiert von 1 bis 100 km in der Studie Bereich, während der Rio Hamza Variiert 200-400 Meilen. Die Gewässer des Amazonas haben eine Geschwindigkeit im Bereich von 0,1 bis 2 Meter pro Sekunde, je nach geographischen Bedingungen, während die unterirdischen Fluss ist enorm langsam, im Bereich von 10 bis 100 Meter pro Jahr.Dies liegt daran, im Gegensatz zu dem, was man sich vorstellen kann, läuft nicht dem unterirdischen Fluss durch das riesige "Tunnel" in den Tiefen der Erde, sondern dringt durch die Poren der sedimentären rocks.vés die Poren der Sedimentgesteine.
 




Água de Reuso no Rio de Janeiro e Cubatão -SP

Conheça os benefícios da reutilização de águas cinzas (da pia, chuveiro, tanque e máquina de lavar) para fins não-nobres, como descarga sanitária, lavagem de pisos e rega de jardim. Em Niterói, RJ,  a medida está prevista em lei para edifícios com mais de 500 metros quadrados. E venha conosco visitar o conjunto habitacional de Cubatão, SP, que foi reconhecido pela ONU como exemplo de construção sustentável de interesse social.
Fonte; Cidades e Soluções/ CBN
 
Learn about the benefits of reusing greywater (sink, shower, tank and washing machine) for non-nobles, such as flushing, washing floors and watering the garden. In Niterói, RJ, as is prescribed by law for buildings over 500 square meters. And come visit us housing Cubatão, SP, which was recognized by the UN as an example of sustainable construction of social interest.

  
 Vejam mais notícias do meio ambiente na nossa pagina no Facebook:GERENCIAMENTO AMBIENTAL

Nenhum comentário:

NÃO QUERO COPA DO MUNDO, QUERO SAÚDE DESENVOLVIMENTO HUMANO

NÃO QUERO COPA DO MUNDO, QUERO SAÚDE DESENVOLVIMENTO HUMANO
o povo precisa de sistemas de saúde, educação e transporte público gratuitos e de qualidade, precisa ter direito à moradia, e da Copa do Mundo pode até abrir mão. E não aceitaremos nenhum passo a mais na crescente repressão aos movimentos sociais e à política de extermínio da população pobre nas periferias! !

PROGRAMA MEIO AMBIENTE E SAÚDE - CUIDANDO DA ECOLOGIA INTEGRAL

A Chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), tem como objetivo selecionar propostas para apoio a projetos voltados para o mapeamento e elaboração de cartas de sensibilidade ambiental para derramamentos de óleo (cartas SAO).

As propostas são para projetos em quatro bacias sedimentares marítimas: Bacia da Foz do Amazonas, Bacia do Pará-Maranhão/Barreirinhas, Bacia de Campos e Bacia de Pelotas. As propostas podem ser enviadas até o dia 6 de dezembro.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos oriundos do Ministério do Meio Ambiente, no valor global estimado de R$ 4 milhões. O investimento total será dividido entre as quatro chamadas da seguinte forma:

- Chamada 1 : Bacia da Foz do Amazonas: Será apoiada uma proposta no valor aproximado de R$ 1,2 milhão;

- Chamada 2 : Bacia do Pará-Maranhão/Barreirinhas: Será apoiada uma proposta no valor aproximado de R$ 1,5 milhão;

- Chamada 3 : Bacia de Campos: Será apoiada uma proposta no valor aproximado de R$ 600 mil;

- Chamada 4 : Bacia de Pelotas: Será apoiada uma proposta no valor aproximado de R$ 700 mil.

As propostas devem ser enviadas, acompanhadas do projeto, ao CNPq, exclusivamente via internet, por intermédio do Formulário de Propostas Online, disponível na Plataforma Carlos Chagas, até o dia 6 de dezembro.
Fonte: MundoGEO

Ações humanas podem provocar terremotos, diz pesquisador